quinta-feira, 8 de Abril de 2010

SNAP - As pulseiras do sexo


SNAP - Pulseiras coloridas do jogo do sexo, alerta para as mulheres que usam

Surgiram na Inglaterra, são as SNAP e são usadas para uma espécie de jogo do sexo, onde cada cor representa uma acção que deve ser praticada. Ao usar a pulseira

de uma determinada cor a rapariga pode estar querendo dizer que está disponível - ou as pessoas podem pensar que ela esteja - para praticar o jogo.

Acredito que a maioria das adolescentes as estejam a usar simplesmente por moda, mas esteja certa que muitas pessoas que as virem com as pulseiras podem pensar que é um convite ao jogo. E aí raparigas passam a arriscar ser violadas, será que vale a pena?

Significado da cor “pulseira do sexo“.

Amarela: Abraço
Laranja: Dentadinha de amor
Roxa: Beijo com a língua e talvez sexo ou para identificar lésbicas
Verde: Chupões no pescoço
Vermelha: Fazer uma lap dance (dança sensual na cadeira)
Rosa: Sexo oral a ser praticado pelo rapaz
Branca: A rapariga escolhe o que preferir
Azul: Sexo oral a ser praticado pela rapariga
Preta: Fazer sexo com o rapaz que arrebentar a pulseira
Dourada: Fazer todos citados acima

Regras do Jogo Snap

O Snap é um jogo praticado por adolescentes que envolve umas pulseiras de silicone, agora chamadas “pulseiras do sexo“. E um pouco de destreza manual.

Aqui ficam as regras do Snap e de outros jogos com pulseiras:

Nome do jogo: Snap (quebrar/partir):


Regas:
O jogador 1 selecciona um participante usando as pulseirinhas (Jogador 2)
O jogador 1 escolhe uma determinada cor e vai puxando a pulseira até partir do braço do jogador 2
A pulseirinha só pode ser removida do jogador 2 manualmente, sem ajuda de objectos cortantes (tesouras, canivetes, etc.).
Se o jogador 1 deixar a pulseirinha escapulir dos seus dedos sem quebrá-la, perde a vez.
Se o jogador 1 conseguir quebrar a pulseirinha, ele e o jogador 2 executam o acto sexual correspondente à cor da pulseira quebrada, de acordo com a regra do jogo, aceite pelos participantes
O jogador 1 pode optar por ficar com a pulseirinha quebrada (como uma espécie de cupão) para requerer o seu “presente” mais tarde. Mas a mesma só pode ser usada uma vez.

Nome do Jogo: Tug of War (Puxão de Guerra):
Regras:
2 pulseirinhas são amarradas juntas (passando uma pulseira por dentro da outra e laçando uma delas ao redor da outra e por dentro de si mesma, e puxando-as em sentidos opostos)
Jogador 1 e jogador 2 colocam seus dedos mindinhos (tipo gancho), cada um em uma pulseira
Depois puxam as pulseiras em sentidos opostos, até uma delas quebrar.
Aquele que conseguir quebrar sua pulseira primeiro ganha o acto representado pela cor que ela representa.

Nome do Jogo: Daisy Chain (Corrente da Margarida)
Regras:
Um Tug of War mais elaborado:
2 jogadores criam uma corrente de 4 ou mais pulseirinhas em cores diferentes. (em formato de flor)
Cada jogador engancha o dedo numa pulseira
De seguida puxam as pulseiras em sentidos opostos.
E aquele que conseguir quebrar a pulseira primeiro ganha o acto representado pela cor

Nome do jogo: Handcuffs (Algemas)
Regras:
Neste jogo as pulseiras são usadas como “algemas” e são colocadas com as mãos atrás das costas.
O jogador 1 escolhe duas pulseiras de cores diferentes amarra-as juntas, tipo Tug of War. Em seguida, coloca-as nos pulsos do Jogador 2, como se fossem algemas.
O jogador 2 tem que tentar escapar das algemas, afastando os pulsos até quebrar uma das pulseiras.
A pulseira que quebrar representa o prémio que Jogador 2 receberá do jogador 1. Naturalmente se as duas pulseiras quebrarem, então dois prémios serão concedidos.

Nome do Jogo: Knotty Boy (o rapaz amarrado)
Regras:
O rapaz quebra uma pulseira do braço da rapariga.
O objectivo do jogo é ele tentar amarrar a pulseira quebrada em um nó, usando apenas uma mão. A outra mão deve permanecer atrás das costas.
Se ele conseguir amarrar a pulseira em menos de um minuto, ganha a oportunidade de mostrar seus “habilidades manuais” na companheira.


O que eles inventam...

1 comentário:

James disse...

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Internacional/Interior.aspx?content_id=168410

Noticia de duas raparigas que foram violadas e assassinadas no Brasil...

Enviar um comentário